Aprenda de uma vez por todas a escrever um plot twist incrível para o seu livro

Se tem uma coisa que você nunca ouvirá de um leitor é: “o final dessa história foi tão previsível, mas eu adorei”. E eu nem preciso explicar o motivo, não é mesmo? As pessoas querem ser surpreendidas. Elas leem livros justamente para vivenciarem experiencias novas, para se emocionarem. Quando falamos de um thriller, então, a surpresa torna-se um item obrigatório.

Na literatura, a surpresa funciona como se fosse a recompensa para o leitor que decide encarar a árdua tarefa de ler um romance. Quando alguém começa a ler um livro, imediatamente ela espera ser surpreendida em algum momento, seja pelo plot inovador, seja pelo final inesperado.

E quando a surpresa acontece através de um plot twist bem construído, a coisa fica ainda melhor. É sobre isso que nós vamos falar neste artigo.

É por isso que, hoje, você vai aprender:

  • O que são plot twists
  • 5 tipos de plot twists
  • 5 exemplos de plot twists
  • Por que os de plot twists são importantes
  • 5 dicas para escrever um bom plot twists

O que são plot twists?

Os plot twists são mudanças drásticas e repentinas que podem ocorrer em um romance, conto, filme ou série de TV. Quando bem construídos, eles subvertem as expectativas. Isso porque não seguem o caminho linear sugerido pelo autor no início da história. Ao contrário disso, um bom plot twist jamais pode ser previsto pelo espectador. E é justamente essa surpresa que desperta emoção e aumenta o envolvimento.

Cinco tipos de plot twists

É óbvio que não estou dizendo que existam apenas os tipos que estou listando abaixo, mas aqui você vai encontrar alguns exemplos de reviravoltas comuns, que geralmente trazem bons resultados. A forma como você usa cada uma delas é o que realmente importa.

  1. O aliado do protagonista é, na verdade, o vilão.
  2. Um dos elementos mais importantes da história acaba se mostrando apenas uma pista falsa, uma mentira ou um arenque vermelho (do inglês red herring – saiba mais sobre isso aqui).
  3. Um problema ainda maior surge quando o problema principal da história parece ter se resolvido. Isso pode ser muito bem utilizado no meio do livro, para mudar a trama de rumo, ou no final, para preparar a audiência para a continuação.
  4. Um flashback ou flashforward inesperado faz o público saber de algo que o protagonista ainda não sabe. Isso aumenta drasticamente a tensão.
  5. Um novo personagem surge, simplesmente do nada, e altera tudo na trama.

Cinco exemplos de plot twists

Para você entender melhor, vamos ver alguns exemplos de plot twists na cultura pop. É claro que um plot twist pode assumir várias formas, mas eu decidi mostrar alguns clássicos, que já são conhecidos da maior parte das pessoas. Se você tiver medo de spoilers, evite essa sessão.

  • Planeta dos Macacos – George Taylor chega na praia, vê a estátua da liberdade e descobre que não viajou para outro planeta, mas para o futuro.
  • O Sexto Sentido – Dr. Malcolm Crowe descobre que ele já estava morto há muito tempo.
  • Os Outros – Grace Stewart descobre que ela e seus filhos é que são os fantasmas e não os outros na casa.
  • Jogos Mortais – Um homem que parecia morto se levanta e se revela como o verdadeiro assassino.
  • Game of Thrones – Ned Stark, aquele que pensávamos que era o protagonista da série, é decapitado depois de uma traição.

Por que os plot twists são importantes para uma história?

São as reviravoltas na trama, apresentadas através dos plot twits, que mantêm o público envolvido com a sua história. Quando elas aparecem no momento certo de uma narrativa, atraem a atenção do público e fazem com que a audiência fique mais atenta, esperando as novas revelações. Sabe quando você não consegue parar de ler um livro?

Quando elas aparecem nas últimas páginas de um livro, tendem a criar memórias duradouras, que leitor vai associar à sua narrativa. Um bom exemplo é que poucas pessoas conseguem enumerar todos os pontos da trama de um filme marcante como “O Sexto Sentido”, mas todo mundo consegue se lembrar da reviravolta do final. Porque mudou tudo. É porque esse falto alterou a experiencia e a percepção do público sobre a história.

Dito tudo isso, vamos para o ponto central desse artigo.

Cinco dicas para escrever um bom plot twist

  • Mate um personagem aparentemente importante.

Essa primeira dica segue um exemplo que foi usado e abusado pelo George Martin. Isso porque é claro que ela dá muito certo. Então, se você quer chamar a atenção do seu público, crie um personagem cativante (em qualquer sentido que achar melhor) e faça com que ele pareça muito importante para a história. Se possível, faça com que ele pareça o protagonista. E, então, no fim do 1/5 da sua história, mate esse personagem.

  • Faça o personagem se surpreender junto com o leitor.

As pessoas vão se apegar mais à sua história se o personagem descobrir as reviravoltas do enredo de forma orgânica. Por isso, em vez de descrever o plot twist da forma mais clichê, usando apenas a narração, faça com que o seu protagonista descubra os fatos e se foque nas sensações dele.

  • Faça o personagem pequeno crescer de forma surpreendente

Outra ótima maneira de criar um bom plot twist é fazer com que um personagem que parecia ser pequeno e desimportante cresce e roube a cena. Há várias formas de se fazer isso de forma criativa. A babá que criou o protagonista pode realmente ser a mãe dele. O atendente do bar que serve whisky todos os dias para o detetive pode ser um criminoso procurado que está disfarçado, fugindo da polícia. Ou o clássico: o mordomo pode ser o assassino.

  • Termine a história com um grande plot twist

Deixar a grande revelação para a última cena pode deixar as coisas muito mais interessantes. E isso deixa os leitores pensando sobre a sua história por dias. Mas faça de uma forma que a reviravolta possa gerar consequências que, mesmo que os leitores não saibam quais são, eles consigam sentir. Essa é uma ótima forma de encerar o primeiro livro de uma série.

  • Crie plot twists consistentes

Embora as reviravoltas sejam importantes, não adianta muito simplesmente inventar uma mudança sem pé nem cabeça e esperar que os leitores engulam. A mudança, por mais inesperada que seja, precisa fazer sentido para a história. Se possível, deixe algumas pistas muito bem escondidas sobre ela nas primeiras páginas, para preparar o cenário para o que está por vir. E tenha sempre em mente que a maior parte dos seus leitores vai saber quando o plot twist faz sentido e quando ele está lá só pra encher linguiça.

Comentários do Facebook

 O que você achou deste conteúdo? 

Deixe a sua opinião nos comentários, para que eu possa melhorar e trazer as melhores dicas para você. E lembre-se de assinar gratuitamente a newsletter, para que você possa receber os nossos posts diretamente no seu e-mail. Você também pode assinar o meu canal no YouTube e conferir os vídeos todas as semanas sobre literatura e escrita criativa.