Matheus Prado

Todos merecem os mesmos direitos e as mesmas obrigações

Dando uma olhada na minha vida eu notei que eu tenho mais amigos homossexuais hoje em dia do que eu jamais tive antes.

Não sei se é pela faculdade, pelo meio em que eu trabalho ou a junção desses dois fatos. Mas o fato é que, analisando esse ponto, agora eu consigo entender que tem algumas coisas que eu acreditei durante a vida inteira e que estão claramente errados.

Por exemplo, agora fica bem claro pra mim que as novelas, as séries, os filmes e os até os livros, de uma forma geral, são bem preconceituosos mesmo quando tratam desse tema. É porque aquela ideia do homem afeminado e escandaloso ou da menina masculinizada e agressiva nem sempre correspondem com a realidade. Sexualidade e aparecia física são coisas distintas.

E isso também me fez notar que não existe e nunca existiu neste país um partido político que represente de forma verdadeira os interesses dos homossexuais.

A direita conservadora tende a demonizar essas pessoas, colocando ideias ultrapassadas e pensamentos religiosos sempre à frente da razão. A esquerda, por sua vez, os trata como se fossem meros peões em um jogo e os usa para angariar votos e parecer mais descolada. No fundo, são tão preconceituosos quanto a direita.

Particularmente, eu acho que ninguém é especial por ser homossexual, por gostar do de pessoas do mesmo sexo. Ao mesmo tempo, e com a mesma intensidade, sei que que ninguém é inferior por esse mesmo motivo. Na minha humilde forma de pensar, a sexualidade é só mais um aspecto da vida, algo que nos diferencia dos nossos semelhantes, mas que é irrelevante de forma mais ampla, como espécie.

E agora eu gostaria de falar diretamente para você, que se você se enquadra nesse grupo. Tome muito cuidado com os discursos que estão por aí, tantos os da esquerda, quanto os da direita. E tome cuidado com os isentões do centro também. A única pessoa que realmente sabe o que você está sentindo é você.

Não é aquele deputado que se diz no mesmo barco que você, mas que quer te usar como massa de manobra que vai te representar. Também não é aquele louco que fica gritando que tudo que você faz é pecado que deve mexer com a sua cabeça e fazer você pensar que tem alguma coisa errada com você.

Seres humanos são diferentes. Tem atitudes diferentes. Pensamentos diferentes. Mas não fundo são só isso. Seres humanos. Nada além disso. E todos merecem o mesmo tratamento, o mesmo respeito, o mesmo direito e as mesmas obrigações.

Tome cuidado com todas as pessoas que tentarem transformar a sua sexualidade em uma bandeira, seja ela positiva ou negativa. Por que sexualidade não define caráter. Só define isso aí mesmo: a sexualidade. O resto é só rótulo para atrair mais seguidores.

Matheus Prado