Como qualquer arte séria, a escrita exige dedicação e conhecimento. Para facilitar o entendimento, vou fazer uma pequena comparação: imagine que você quer construir a casa dos seus sonhos. Então você se pergunta: o que eu preciso para construir uma casa. Um terreno, lajotas, tijolos, cimento… Você sempre morou em uma casa (a não ser que você seja um andarilho ermitão maluco), então você sabe como elas são por dentro e por fora. Então você vai lá, desenha a planta e começa a construir por conta. E no mesmo dia em que ela fica pronta, as paredes caem sobre a sua cabeça.

Aí (se conseguir sobreviver) você se pergunta: por que será que isso aconteceu?

Parece uma pergunta óbvia, mas para muitas pessoas não é. Principalmente quando se fala de escrita. Algumas pessoas acham que não há requisitos para escrever. Que basta ter tirado boas notas nas aulas de português e já ter lido um livro na vida que você já tem tudo o que é preciso.

Pensando de forma rasa, é claro que sabendo ler e escrever, você já tem tudo o que é preciso para se tornar um escritor. Mas há um oceano entre possuir as ferramentas e ser capaz de usá-las. E usá-las com maestria é um passo ainda mais longo que só poderá ser percorrido um bom tempo depois.

Escrever é uma profissão. Pode começar como um hobby ou um sonho distante, mas acredito que o seu objetivo é fazer com que a escrita se transforme na sua profissão também. Sei que você quer se tornar um escritor ou uma escritora profissional. Então saiba que você PRECISA se preparar. Não existe outra forma.

Você conhece alguém que simplesmente decidiu ser médico e no outro dia começou a operar? Eu sei que são profissões bem diferentes, mas o exemplo é válido. Se quiser ir para as artes, qualquer músico, do pior ao mais virtuoso, todos tiveram que estudar por um determinado tempo antes de começarem a compor.

E a diferença entre o tempo de estudo de cada um se torna visível na qualidade das músicas que cada um compõem ou é capaz de executar. Você acha que o MC Gui estudou tanto quanto o Beethoven? Ou que a Anitta estudou tanto quando a Tarja Turunen? Na escrita, a situação é semelhante. Temos exceções? É claro. Mas você acha mesmo que você também será a exceção? Quer arriscar? O problema é seu.

Aprender te ajuda a chegar primeiro. Você se apoia nos estudos daqueles que tentaram muitas vezes antes de você e acharam um caminho mais acertado. Porque, apesar de tudo o que possam dizer, a escrita é um jogo de tentativa e erro. E se você não sabe o básico para começar, vai errar muito mais vezes antes de finalmente acertar alguma coisa.

Comentários do Facebook

 O que você achou deste conteúdo? 

Deixe a sua opinião nos comentários, para que eu possa melhorar e trazer as melhores dicas para você. E lembre-se de assinar gratuitamente a newsletter, para que você possa receber os nossos posts diretamente no seu e-mail. Você também pode assinar o meu canal no YouTube e conferir os vídeos todas as semanas sobre literatura e escrita criativa.
Powered by Rock Convert

Entre para minha lista VIP e receba os conteúdos mais exclusivos sobre storytelling diretamente no seu e-mail

Junte-se a mais de 3200 pessoas

Não enviamos spam e o seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Prado
Matheus Prado

Matheus é jornalista, escritor e cineasta. Acredita que a vida é um oceano profundo e que devemos nos aventurar muito além da superfície.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.